Exposição do Miró no Grand Palais

Uma exposição que vai aguçar a curiosidade das crianças.

Durante esta visita, eu ouvi uma criança dizer para sua mãe: “- Este quadro, eu sei fazer, mamãe”. Eu percebi que a mãe não conseguiu argumentar muito com o filho.

Mas como explicar Miró para uma criança?

Alguns trabalhos do Miró, alias como de muitos artistas modernos, são considerados como obras infantis pelos visitantes. É normal que algumas formas simplificadas podem lembrar a um desenho de uma criança, mas não é tão simples assim imitá-las.

Qual é a linguagem do Miró?

Primeiramente, é preciso perceber que ao simplificar as formas, os artistas criam um importante repertório de símbolos que encontraremos em diversas de suas obras de arte. Assim os artistas tem sua própria linguagem artística, com um jeito próprio de desenhar e que não poderia ser produzido por nenhuma criança.

O artista catalão Joan Miró ocupou um lugar especial na história da arte do século XX. Ele abriu um caminho artístico autônomo e inventou um universo colorido e poético.

Na exposição do Grand Palais: Qual é a cor dos sonhos? Para Miro, muito azul, amarelo e vermelho. O artista espanhol criou um universo poético, no qual os seres flutuantes se cruzam entre a terra e o céu.

Vamos ver de mais pertinho?

Bem vindo ao mundo Miró! A exposição no Grand Palais apresenta uma retrospectiva do trabalho de Miró em toda a sua diversidade. As obras, expostas ao longo de uma trajetória cronológica, remontam o itinerário desse extraordinário artista. Por quase 70 anos de criação, Miró vai renovar e construir uma abordagem original no campo da pintura, cerâmica e escultura.

Miró e esculturas

Miró renova a atividade plástica usando materiais reciclados. Suas esculturas serão obras de vários de objetos da vida cotidiana coletadas durante suas caminhadas. Para Miró, a escultura é uma revelação que vai além da pintura, ele disse que era “o assassinato da pintura”, mas no bom sentido do termo. Para ele, a revolução é a 3D que a pintura não representa concretamente.

@Parci Parla

O estilo do Miró

Hoje, Miró está classificado no surrealismo, mas seu estilo evoluiu constantemente. Em sua juventude, Miró procurava um estilo como no fauvismo ou no cubismo, mas ele preferia dizer que ele tinha simplesmente seu próprio estilo. O seu desejo era quebrar os códigos.

No final da segunda guerra mundial, as pessoas precisavam evacuar todos os horrores que tinham experimentado. É por isso que os artistas começaram a fazer trabalhos diferentes fora do comum. No caso do Miró o tema será: a mulher, a criança e a maternidade. Ele também fará muitas referências à lua, (feminino), e ao sol (masculino) e ele amará adicionar pássaros em suas obras.

Embora tudo seja bastante abstrato, há uma outra linha de conduta que o artista quase sempre respeita: sua gama de cores. Como base, encontramos preto e branco, mas também, quase exclusivamente quatro tons: vermelho, amarelo, azul e um pouco de verde.

A sua visita –

Vamos nos divertir com arte?

Isto foi uma curta explicação do estilo deste grande artista, mas espero que as famílias visitem esta exposição, com um olhar generoso e com o coração aberto, como o Miró sempre trabalhou.

Boa visita! 🙂

Para mim, uma pintura deve ser como faísca, ela deve brilhar como a beleza de uma mulher ou de um poema“. Joan Miró

@Parci Parla
@Parci Parla
@Parci Parla
@Parci Parla
@Parci Parla
@Parci Parla
@Parci Parla

Informações práticas

Miró

Grand Palais, Galerias Nacionais
De 3 de outubro de 2018 a 4 de fevereiro de 2019.

Endereço:
3, avenue du Général Eisenhower – 75008
Metrô: Franklin D. Roosevelt – Linha 1

Horário:
Segunda, quinta e domingo das 10h às 20h
Quarta, sexta e sábado das 10h às 22h
Fechado as terças-feiras

Site: grandpalais.fr

 

Para as crianças, o Grand Palais disponibiliza ateliers para as crianças: Clique aqui

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *