Exposição Hervé Di Rosa na Maison Rouge

 Você já ouviu falar na Arte Modesta? A Maison Rouge nos explica que, segundo a lenda, a palavra modesta veio do deslize de uma criança que pediu para a mãe levá-la para ver a Arte Modesta ao invés de dizer Moderna. Verdade ou não, a Arte Modesta tem ganhado muito espaço graça ao artista francês Hervé Di Rosa, fundador deste conceito e do MIAM (Museu Internacional de Arte Modesta).

Mas o que é a Arte Modesta?

Para saber melhor, não perca a exposição intitulada “Plus jamais seul” (Nunca mais sozinho) de Hervé Di Rosa na Maison Rouge em Paris.
Esta arte tem inúmeras facetas. Hervé Di Rosa afirma que esta arte é perto da arte popular, da arte primitiva e da arte bruta. Ele diz que ela não é estimada pelo valor de mercado e critérios tradicionais de crítica, mas por um valor emocional, por qualidades evocativas de uma felicidade simples da vida quotidiana ou da infância.

Influências do artista

O artista Hervé Di Rosa é influenciado pela cultura pop, história em quadrinhos, desenhos animados, além de ser um grande colecionador de objetos e figuras da cultura popular: Brinquedos, robôs, aviões em miniatura e caminhões, bonecas, objetos de produções comerciais, máscaras de luta livre, armas, estatuetas religiosas, chapéus de palha…

Suas obras terão grandes influências também de suas descobertas, como objetos locais recolhidos e técnicas, durante as suas viagens pelos Estados Unidos, África (Egipto, Benin, Gana, Etiópia, África do Sul), México, Brasil, Bulgária, Rússia, Vietnã, Israel, Cuba.

E não há limite para escolhas de materiais para criação. Qualquer material é transformado em arte: Madeira, pérola, bronze, cera, folha de ouro, cascas de ovos e laca em colaboração com artesãos vietnamitas, enfim diferentes fontes de inspiração.

Um paraíso para as crianças

Entre a suas encantadoras esculturas que nos fazem viajar para o impossível, Hervé Di Rosa expõe a sua imaginação a todos os públicos, mas a sua obra é mesmo um paraíso para as crianças e um poder de curiosidade incrível para os pequenos.

Nesta exposição, nós encontramos também a criação lúdica do Dirosapocalypse e a batalha interplanetária entre as criaturas dignas de histórias de ficção científica.

A dica é marcar com a gente uma guia infantil que explicará cada processo da Arte Moderna vista por Hervé Di Rosa.

@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla
@ParciParla

Informações Práticas:

Hervé di Rosa – Plus jamais seul
Maison Rouge
10 Boulevard de la Bastille, 75012
22 de outubro de 2016 a 22 de janeiro de 2017
Aberto de quarta a domingo, das 11h às 19h (até 21h às quintas-feiras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *