Puy du Fou: Um parque sobre história França

Este ano, fomos em família a convite do Puy du Fou para descobrir o parque. Eu não podia imaginar a grandeza deste lugar. Foi uma experiência imersiva que vivi um pouco em Provins, mas a visita do Puy du Fou superou as nossas expectativas. Esta foi uma das viagens mais incrível que fiz com criança sobre a história da França.

Cenário Puy du Fou
@ParciParla

O que é o Puy du Fou?

É um parque de espetáculos de forma impressionante que dá vida a importantes períodos da história da França. As histórias são contadas na versão dos habitantes da Vendeia, (departamento da França localizado na região do País do Loire) com finais gloriosos, muito graças à milagres e com uma visão nostálgica da monarquia católica.

Cenário Puy du Fou
@ParciParla

Tudo começou em 1977 quando um jovem, Philippe de Villiers, caminhando pelo Haut Bocage da Vendeia em busca de um lugar para seu espetáculo histórico, chega em frente ao castelo Puy du Fou. Inspirado pela beleza do lugar, Philippe de Villiers escreve um cenário de sonhos e dá o nome de Cinéscénie. Hoje, este show é conhecido como o maior espetáculo noturno do mundo!

Desde então, Puy du Fou é considerado um sucesso mundial. A cada ano, mais de 2 milhões de visitantes frequentam o Cinéscénie e visitam o Grand Parque, construído em paralelo com seus shows temáticos históricos e os vilarejos construídos como antigamente.

Joana d'Arc no Puy du Fou
@ParciParla

O parque conta com 50 hectares de cultura e de história que começa com o primeiro rei da França, Clovis, e vai até a primeira Guerra Mundial, através de incríveis cenografias e efeitos especiais espetaculares para nos proporcionar uma imersão total.

Os espetáculos grandiosos sobre história França – Puro delírio!

Este ano, o parque apresenta 6 grandes espetáculos, com duração média de meia hora cada.

  1. Le Signe du Triomphe – (O Sinal do Triunfo: Jogos nas arenas romanas)
  2. Les Vikings – (Os vikings: Os normandos atacam um forte)
  3. Le Bal des Oiseux Fantômes – (A dança dos pássaros fantasmas: Um desfile de falcões, corujas e abutres)
  4. Le Secret de la Lance – (O Segredo da Lança: Aventura medieval em um castelo abandonado)
  5. Mousquetaire de Richelieu – (Mosqueteiro de Richelieu: Aventura romântica com duelos, dança flamenca e artes equestres)
  6. Le Dernier Panache – (O Último Panache – História em 360 graus)

Um pequeno resumo das histórias

Os espetáculos são em francês, mas pelo aplicativo do parque, você pode ouvir as histórias em espanhol ou inglês. Entretanto, os grandes espetáculos são tão incríveis, se você quiser apenas se concentrar nos efeitos especiais, segue abaixo um resumo de cada um para você ler antes de assistir ao espetáculo.

Os vikings

O show começa com uma celebração de um casamento da população local quando os normandos (vikings) correm para a aldeia com cavalos e colocam fogo em um galpão com tochas acesas. Um navio Viking surge do rio, alias muito impressionante como os navios aparecem, e guerreiros saltam do navio e causam destruição. Quando de repente o sarcófago de São Filibert, abade que morreu em 684, surge da água. Ele desembarca, acalma os normandos e restaura a paz na aldeia.

Vikings Puy du Fou
@ParciParla
Os três mosqueteiros

O espetáculo é apresentado em uma sala coberta. Uma peça de teatro cheia de humor do qual o público também participa. O show em si é repleto de lutas de espadas, cavalos e danças em um cenário magnífico que revela as aventuras de um mosqueteiro que veio a Paris para fazer carreira no corpo de mosqueteiros.

Mosqueteiros Puy du Fou
@ParciParla
O sinal do triunfo

Em uma grande arena romana, semelhante ao Coliseu de Roma, prisioneiros gauleses lutam por sua liberdade contra os gladiadores. Eles correm com carruagens contra os romanos e são atacados por leões e tigres.

Em uma grande arena romana, semelhante ao Coliseu de Roma,  Puy du Fou
@ParciParla
A dança dos pássaros fantasmas

Este magnífico espetáculo de pássaros é o maior do mundo. Em torno da história da princesa Aliénor e sua amiga Eloise que acordam nas ruínas do antigo castelo e suas memórias fazem os pássaros aparecerem.

Puy du Fou, espetáculo com passáros
@ParciParla
O segredo da lança

O Segredo da lança evoca a Batalha de Azincourt (1415) e o épico de Joana d’Arc através da cena puramente imaginária na qual ela vai ao Puy du Fou para selecionar os cavaleiros que a ajudarão a vencer a Batalha de Orleães.
A personagem principal, Marguerite, fica sozinha no castelo e deverá descobrir o segredo de uma lança com poderes fantásticos para proteger as muralhas do castelo. Se preparem para um grande show de acrobacia nos cavalos!

Puy du Fou: O segredo da lança
@ParciParla
O Último Panache

Este show conta a história pouco conhecida de “Charette”, um garotinho assustado com o mar que parte em uma louca aventura para se tornar um herói na Guerra da Independência Americana. Ele se tornou um oficial da Marinha francesa e partiu para grandes batalhas. Durante a Revolução Francesa, em 1793, ele viu sua vida mudar numa luta pela liberdade.
Este espetáculo é um dos meus favoritos, além dos efeitos especiais, a história é repleta de emoção.

O Último Panache - Puy du Fou
@ParciParla

Além destes grandes espetáculos, há as pequenas apresentações que assistimos andando dentro do cenário:
Le Mystère de La Pérouse – Les Amoureux de Verdun – La Renaissance du Château – Les Automates Musiciens – Le Monde Imaginaire de La Fontaine – Le Labyrinthe des Animaux, entre outros.

Le Mystère de La Pérouse - Puy du Fou
@ParciParla – Le Mystère de La Pérouse

O espetáculo noturno sobre história França: Cinéscénie – Onde tudo começou.

Primeiramente, todos que trabalham neste espetáculo são voluntários que contam com muita paixão e orgulho a história da Vendéia. O show conta com 1200 atores e 24000 figurinos. O ingresso é separado da entrada do parque. O espetáculo dura uma hora e meia.
A história começa com os “Vendeanos antes da Vendéia”, simples camponeses, trabalhando duro na terra. As paisagens eram magníficas. Admiramos a chegada do Rei François I ao castelo do Puy-du-Fou. A nostalgia da monarquia é bem sentida no enredo. De repente as igrejas são fechadas, padres massacrados, civis guilhotinados. A Revolução Francesa impôs seu Terror. Os “simples camponeses” pegam as suas foices e comandam um grande exército de fé contra-revolucionário. Um quarto da população da Vendéia será massacrada. A nova geração nasce e a encontramos nas duas guerras mundiais, defendendo a França… Cinescenie é simplesmente magnífico!

Cinéscénie - Puy du Fou
@ParciParla

Dica: Pensem em uma roupa quente. O espetáculo termina tarde e mesmo no verão a temperatura oscila bem a noite.

Passear no parque Puy du Fou – Um museu a céu aberto

A minha primeira impressão positiva foi a cor do parque: unicolor. O parque não tem nada de propaganda ou cores que perturbam ou que cansam o visitante. O cenário é pensado na harmonia com a natureza local e viajamos no espaço e no tempo com tranquilidade de acordo a época dos vilarejos: Idade Média, século 18, o Bourg 1900 e Forte do ano mil.

Puy du Fou - Vila
@ParciParla


A magia está também nas aldeias com lojas e artesanato local da época! Sim, podemos presenciar artesãos que fabricam de acordo a época do vilarejo, como o pão, joias e esculturas.

Puy du Fou - artesão
@ParciParla

Informações Práticas do Puy du Fou

Como chegar

De carro:
Para chegar de carro, conte em média 4 horas de Paris.
O estacionamento é gratuito e próximo aos hotéis do parque.

Endereço:
Puy du Fou
CS 70025
85590 LES EPESSES

De trem:
Da estação de Montparnasse (Paris), o TGV permite chegar a Angers Saint-Laud em 1h30. Da estação TGV de Angers tem um ônibus para chegar a Puy du Fou.

Onde dormir

Sim, dormir, porque é preciso no mínimo 2 dias para conhecer o parque.

Le grand Siecle, inspirado no castelo Marly - Puy du Fou
@ParciParla

Nós nos hospedamos no hotel: Le grand Siecle, inspirado no castelo Marly do rei Luís 14.

Le grand Siecle, inspirado no castelo Marly - Puy du Fou
@ParciParla


Há escolhas para todos os gostos perto do parque. Vejam só:
• Le Logis de Lescure – Inspiração século 18
• Le Grand Siècle – Século 17 (castelo de Luís XIV)
• La Citadelle – Época medieval – quartos protegidos por muralhas
• Les îles de Clovis – Era merovíngia, cabanas com telhado de palha.
• Le Camp du Drap d’or – Época do Renascimento
• A Villa Galo-Romana – Coração da Roma Antiga

Preços e reservas: aqui

Onde comer

Em todo o parque Puy du Fou e nos hotéis, restaurantes temáticos permitem saborear pratos tradicionais em ambientes muito especiais.

Preço dos tickets: aqui

Calendário de abertura: aqui

Dicas importantes

The Emotion Pass

Por um acréscimo de 15 euros por dia e por pessoa, nós beneficiamos de uma passagem mais rápida, assim que lugares preferenciais nas arquibancadas dos grandes espetáculos do Parque. Vale muito a pena!

Se chover

A maioria dos espetáculos é a céu aberto. No nosso segundo dia choveu muito. A dica é repensar no plano de visita. Então se chover, priorize os espetáculos fechados como o Mousquetaire de Richelieu e o Le Dernier Panache. Com relação às pequenas apresentações indoor são: Le Mystère de La Pérouse – Les Amoureux de Verdun – La Renaissance du Château.

Puy du Fou com criança
P@ParciParla

Compramos por 5 euros a capa de chuva Puy du Fou. Esta foi uma das lembrancinhas mais legais que serviu para a viagem toda.

Puy du Fou - Vila
@ParciParla

Adoramos o parque, eu particularmente fiquei preocupada com as condições dos animais que participam todos os dias nas animações. Eu não sou fã de espetáculos com animais. Acho que este é o único ponto que me intrigou durante a visita. De resto, TODOS que trabalham no parque são muito simpáticos, nós ficamos encantados com esta viagem no tempo. Eu me emocionei muito nos espetáculos. Minha filha de 7 anos aprendeu muito se divertindo. Não vejo a hora de voltar!

Merci beaucoup!

A bientôt 🙂

Aureliana Paula Garreau

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.