Montmartre: confira os lugares que você não pode deixar de visitar no bairro mais artístico de Paris

Localizado no arrondissement 18 de Paris, Montmartre é um bairro conhecido por seu charme, arquitetura antiga e atmosfera artística. Mas mais do que isso, o famoso “quartier” tem muita, muita história…

Para começo de conversa, estamos falando de um bairro que até 1860 não fazia parte de Paris. Montmartre era na realidade uma comuna do departamento do Sena. Tudo mudou com a “Lei de extensão da capital”, que definiu que Paris não teria 12 distritos, mas 20. A partir de então, Montmartre é considerado um bairro do território parisiense.

Também por isso, ao contrário do resto de Paris, que havia passado por uma reforma urbana de “modernização” entre 1852 e 1870, Montmartre conservou suas raízes arquitetônicas: ruas estreitas, escadarias, ladeiras por todos os lados… bem diferente do resto da cidade, com suas ruas largas e sem relevos.

Durante a reforma arquitetônica de Paris, muitas pessoas mais pobres foram expulsas do centro da cidade e procuraram abrigo em Montmartre, que na época também era um bairro bastante pobre.  

Description: maquis de montmartre

Mas apesar da pobreza, Montmartre se tornou uma comunidade muito unida e organizada e já nessa época começou a atrair artistas como Van Gogh, Renoir, entre outros.

É no início do século XX que Montmartre começa a mudar: terras foram compradas e deram lugar a edifícios no estilo Art Deco e, aproximadamente em 1940, o bairro já estava bastante modernizado, preservando, entretanto, a atmosfera boêmia, artística e retro que diferenciam esse distrito de todos os outros de Paris.

Montmartre dos artistas

Não por acaso Montmartre é conhecido como uma região artística de Paris. O bairro foi lar e ponto de encontro de grandes pintores como Renoir, Suzanne, Degas, Monet e Toulouse-Lautrec.

Dentre esses nomes, Toulouse-Lautrec talvez seja o pintor mais icônico de Montmartre. Além de morar no bairro, ele era grande frequentador do Moulin Rouge, onde captava muitas cenas para seus quadros.

Description: Ball at the Moulin Rouge (1890)

Ball at the Moulin Rouge (1890), Toulouse Lautrec, Philadelphia Museum of Art/ Public Domain

Moulin Rouge

Falando em Moulin Rouge, não tem como não citá-lo quando o assunto é Montmartre. Afinal, muita história aconteceu em torno do famoso cabaré. Localizado na Boulevard de Clichy, número 82, o Moulin Rouge ainda proporciona diversos espetáculos, mas muitos turistas acabam optando por apenas passar em frente para conhecer esse lugar histórico, principalmente durante a noite, quando ele fica todo iluminado.

Description: Resultado de imagem para moulin rouge

Basílica de Sacré-Cœur

Um dos maiores ícones de Montmartre – e também de Paris – é a famosa Basílica de Sacré-Cœur (sagrado coração), localizada no topo do Montmartre, o ponto mais alto da cidade!

Inspirada na arquitetura romana e bizantina, a igreja foi construída depois da guerra Franco-Pruciana, como pagamento da promessa de erguer uma igreja caso a França sobreviesse às investidas do exército alemão. A construção começou em 1875 e foi concluída em 1914.

A basílica por si só já é lindíssima. Vale a pena entrar para conhecer. E para quem quer um pouco mais de aventura – e uma vista deslumbrante – é possível também subir até a cúpula da igreja. Mas preparem o fôlego: são 300 degraus!

Description: Resultado de imagem para dome sacre coeur

Funiculaire

Mesmo se você não vai subir as escadarias que levam à cúpula da igreja, como a Sacre-Coeur fica no ponto mais alto da cidade, o que não falta é escada para chegar à basílica. Se quiser cortar o caminho já antecipando a bela vista da cidade e ainda proporcionar diversão para as crianças, a dica é subir de Funiculaire pelo preço de um ticket de metrô!

Description: Resultado de imagem para funiculaire sacre coeur

Carrossel

Para as crianças, tem até carrossel na Place Saint Pierre, em frente à Sacré-Cœur!

Description: Resultado de imagem para carrousel sacre coeur

Museu de Montmartre

Para quem quer conhecer um pouco mais a história desse bairro tão encantador vale a pena visitar o Museu de Montmartre. A exposição permanente é composta por pinturas, fotos, posters e manuscritos de grandes artistas como Toulouse-Lautrec, Modiglian, entre outros. As obras e arquivos contam a história de Montmartre e do mundo do Cancan.

O prédio que hoje abriga o museu já foi residência, ponto de encontro e ateliê de muitos artistas, incluindo Renoir, Suzanne Valadon, Émile Bernard e Emile Othon Friesz.

O museu fica aberto todos os dias, das 10h às 18h (última entrada, às 17h15), na Rue Cortot, número 12.

Entradas:

12 euros para adultos

9 euros para estudantes de 18 a 25 anos

5,50 euros para crianças e jovens entre 10 e 17 anos

Entrada gratuita para crianças até 10 anos.

Place de Abbesses

É na praça de Abbesses que fica o famoso “muro do eu te amo”, onde a frase “eu te amo” foi escrita em mais de 200 idiomas. Mas o muro não é o único motivo pelo qual vale a pena visitar a praça com toda a família: o lugar é super charmoso, com diversos restaurantes e cafés ao redor, sempre com mesinhas do lado de fora.

Description: Resultado de imagem para Place de Abbesses

Le petit train de Montmartre

Que tal fazer um passeio de trenzinho por Montmartre com as crianças? O Petit Train de Montmartre faz um circuito comentado de aproximadamente 40 minutos pelo bairro, passando pelo Moulin Rouge, Sacré-Cœur, Place du Tertre, entre outros pontos.

Description: Resultado de imagem para Le petit train de Montmartre

O ponto de encontro fica na Place Blanche, perto da estação Blanche (linha 2 do metrô), com partidas a cada meia hora ou uma hora, dependendo do dia da semana (confira todas as informações aqui).

Museu de Dalí

Um museu pequenininho, mas muito charmoso e cheio de obras deslumbrantes do artista surrealista Salvador Dali fica em um cantinho escondido de Montmartre.

São mais de 300 obras entre esculturas, gravuras e objetos surrealistas do artista, todas repletas de símbolos profundos, relacionados, sobretudo, à psicanálise. No museu, explicações sobre cada símbolo usado por Dali revelam o que ele queria dizer com cada detalhe de suas obras. Uma verdadeira aula.

As crianças também vão ficar encantadas com as esculturas surrealistas que dão asas à imaginação.

Endereço: 11, Rue Poulbot

Valores: 12 euros para adultos, 9 euros para 8 a 26 anos, gratuito para menores de 8 anos.

Description: Resultado de imagem para museu de dali paris

Place du Tertre

A famosa praça de Tertre, também conhecida como “praça dos artistas” já foi endereço e ponto de encontro de pintores como Pablo Picasso, Toulouse-Lautrec, Utrillo, entre outros grandes nomes.

Atualmente, sua atmosfera continua boêmia e artística, com inúmeros artistas fazendo pinturas, caricatures e retratos à céu aberto.

Que tal presentear as crianças com um retrato? Elas vão adorar e levar uma lembrança que fica para toda a vida.

O que não falta ao redor da praça são restaurantes, lojinhas de presentes, cafés e padarias. Um verdadeiro charme!

Le Moulin de la Galette

História e alta gastronomia francesa em um só local: estamos falando no Moinho de la Galette! Antigo moinho de vento de Montmartre, foi construído em 1622 e adquirido em 1809 pela família de moleiros Debray, que moía trigo para produzir uma broa chamada “galette”. A especialidade da família ficou tão famosa, que o moinho passou a ser conhecido como “Moulin de la Galette”.

Atualmente, é claro que as galettes da família Debray não existem mais, mas você ainda pode contemplar o moinho e fazer uma refeição com toda a família no restaurante Le Moulin de la Galette, que oferece um menu tipicamente francês.

Endereço: 83, Rue de Lepic.

Mais informações:  www.moulindelagaletteparis.com/

Café des Deux Moulins

Se você é fã do filme “O fabuloso destino de Amélie Poulain”, não pode deixar de dar uma passadinha no Café des Deux Moulins, que foi cenário de muitas cenas do longa-metragem de Jean-Pierre Jeunet.

Com preços superfaturados devido ao filme, talvez a melhor escolha não seja fazer uma refeição no local, mas tomar alguma coisa ou comer uma sobremesa para ao menos conhecer o café onde Amélie trabalhava como garçonete.

Endereço: 15, Rue Lepic

É claro que Montmartre vai além dos pontos que destacamos aqui. O bairro é super encantador e até seus cantinhos e escadas de paralelepípedos já são cenário de filme. Endereço de inúmeros ateliês, lojinhas de artesãos, mercados de rua e outras particularidades que só andando e desbravando você vai conhecer, Montmartre é um convite a um passeio sem hora para voltar.

Description: Resultado de imagem para montmartre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.